Daniela Reis
Abertura da Exposição Pintar a Póvoa - 1º Concurso de Pintura Professor Doutor António Carlos dos Santos 2022 © José Carlos Marques, CMPV

1º Prémio de Pintura António Carlos dos Santos


"É o comer que faz a fome"
de Daniela Reis, Obra vencedora - 1ª edição do Prémio de Pintura Professor Doutor António Carlos dos Santos 2022, dedicado ao tema "Pintar a Póvoa".
O Prémio é integralmente concedido pelo Projeto Cultural e Científico da Póvoa de Varzim Professor Doutor António Carlos dos Santos, sendo a obra vencedora doada ao espólio do Município da Póvoa de Varzim

Júri do Prémio:
Clotilde Celorico Palma (Presidente do Júri), Carla Costa e Sá (Vogal), Anabela de Jesus (Vogal), Jaime Silva (Pintor, Professor de Pintura e Vice-Presidente da Sociedade Nacional de Belas-Artes) e Luís Diamantino (Vice-Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim e responsável pelas áreas da Educação, Cultura, Desporto e Tempos Livres do município)
Fotografias da Inauguração: José Carlos Marques, CMPV


Em exibição:
24 de Setembro a 21 de Outubro de 2022 - Segunda a Sexta, 09h00-12h30; 14h00-17h30
Local: Biblioteca Diana Bar - Av. dos Banhos 4490-409 Póvoa de Varzim

Mensagem da Presidente do júri, Clotilde Celorico Palma:
“Foi com muita felicidade e particular emoção que decorreu o anúncio do vencedor da primeira edição do Prémio de Pintura Professor Doutor António Carlos dos Santos, dedicado ao tema Pintar a Póvoa.
Foram recepcionadas 59 obras e selecionadas 25. Nas obras expostas, sentimos o pulsar de uma terra e das suas gentes, as suas cores e odores a maresia e a sargaço. A obra vencedora da Pintora Daniela Reis, "É o comer que faz a fome" (2022), retrata com impressiva expressividade «(…) duas mulheres com o típico lenço negro e xaile a leiloarem o peixe. Atrás, um céu suave e quente entrecortado pela vela de uma embarcação. É uma “quase-memória”.»
Daniela Reis é pintora profissional, tendo uma vasta obra e uma emotiva história de ligação com a Póvoa ao longo da sua infância, cujas memórias transpôs com especial mestria para a obra vencedora.

Neste dia 24, num fim de tarde de Setembro banhado pelo sol e ainda com apontamentos de despedidas de Verão, sentimos com especial emoção, numa sala cheia de pessoas felizes, o espírito da Póvoa de Varzim.
Muito obrigada, uma vez mais, à Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, ao Senhor Vice-Presidente Professor Luís Diamantino, à Dra. Lurdes Adriano e toda a sua equipa pelo extraordinário apoio e especial empenho e, sobretudo, a todos os Pintores que quiseram abraçar esta causa.Para o ano voltaremos!" 

Clipping:
-
Câmara Municipal da Póvoa de Varzim I
- Câmara Municipal da Póvoa de Varzim II
- Prémio de Pintura Professor Doutor António Carlos dos Santos I
- Prémio de Pintura Professor Doutor António Carlos dos Santos II
- Mais Semanário I
- Mais Semanário II
- A Voz da Póvoa
- Biblioteca Municipal Rocha Peixoto
- Rádio Onda Viva I
-
Rádio Onda Viva II

Memória descritiva
Quando era criança passava as férias na Póvoa de Varzim com o meu Pai e Avós. Eu, Lisboeta, considerava o “Norte” uma localização mágica num mapa longínquo de afetos.
Nos nossos passeio a dois, o meu Pai leva-me pelas ruas mais antigas entrando em lojinhas de doces, em drogarias e lojas de brinquedos, sabia os nomes dos lojistas e histórias dos seus filhos, mas o ponto alto da nossa caminhada era a praia, mais especificamente o Mar. A areia arranhava-me e parecia-me demasiado grossa e o mar excessivamente rebelde. Indomável. Ele agarrava a minha mãozinha com emoção e contava-me sobre as pessoas que viviam do mar, de como as suas vidas eram difíceis, desse mar forte e da força maior daquelas famílias que de lá tiravam sustento. Vida. Eu amava aquela areia grossa e aquele mar rebelde que nos unia sempre nas mesmas histórias.
Esta pintura representa duas mulheres com o típico lenço negro e xaile a leiloarem o peixe. Atrás um céu suave e quente entrecortado pela vela de uma embarcação. É uma “quase-memória. - Daniela Reis, Lisboa, Julho de 2022


crossmenuarrow-left